Como praticar tênis sozinho

Morando no Brasil, sabemos que pode ser complicado encontrar um local ou clube adequado para colocar em prática seus treinamentos ou jogar partidas casuais. Isso porque jogar tênis é realmente mais caro em comparação com outros esportes convencionais, como futebol, vôlei e basquete, por exemplo.

Existem poucas quadras à disposição — principalmente as públicas —, o custo dos equipamentos é mais alto e afasta novos jogadores e dependendo de onde você mora, encontrar um colega ou parceiro de treino pode não ser uma tarefa fácil. E se você não consegue encontrar parceiros de tênis com regularidade, isso irá reduzir a sua curva de desenvolvimento e aprendizado.

Daremos algumas dicas para uma alternativa bastante comum e mais simples para evitar esse problema. Pratique sozinho. Isso mesmo, existem diversos tipos de exercícios que você pode fazer sozinho para aprimorar o seu jogo.



Existem diversos fundamentos que são essenciais para a perfeição de um movimento. Afinal, o tênis é um esporte em que todo o conjunto de movimentações do corpo são responsáveis por produzir grandes jogadas. Portanto, praticar isoladamente cada um desses fundamentos como o jogo de pés, de braços, saques, rebatidas, cortes, etc, irão ajudar no seu desenvolvimento e certamente você perceberá melhorias significativas quando estiver jogando uma partida contra um oponente real.

Recomendamos também, nosso artigo sobre Quadras públicas para jogar tênis no Rio Grande do Sul, onde listamos algumas opções de locais onde você pode praticar tênis no estado do RS e possivelmente fazer novas amizades com outros tenistas.

Jogue com a parede


Nossa primeira dica é, treine com um paredão. Essa é uma das práticas menos utilizadas e de certa forma é até uma prática que não é bem vista por alguns tenistas. No entanto, utilizando da maneira correta, o paredão pode ser uma ótima alternativa para melhorar seus reflexos, sua forma física, seu jogo de pés e sua consistência.

Muitos clubes e quadras possuem uma parede em suas instalações (vide nosso artigo sobre quadras públicas no Rio Grande do Sul), mas se você não tiver uma dessas a sua disposição, qualquer parede lisa com largura e altura suficientes e uma superfície plana à sua frente deve funcionar bem.

Muitos jogadores profissionais atribuem que os treinamentos com a parede quando ainda eram apenas atletas juniores, ajudou a construir a paixão pelo tênis e a aprimorar suas consistências. Até mesmo Roger Federer possui uma parede para manter o treinamento em sua casa, principalmente durante os períodos de recuperação por lesões ou durante os períodos mais severos da pandemia no ano passado.



Um dos motivos para as sessões com a parede ser tão efetiva é que ela nunca erra, mantém uma intensidade alta e também não te permite tempo para reação. O ritmo acelerado te coloca em situações onde ou você acerta a próxima rebatida e alcança um ótimo ritmo de jogo ou você irá falhar.

O treinamento das pernas também faz parte desse exercício, já que exigirá de você, extrema movimentação e se você colocar como objetivo, acertar o máximo possível de bolas acima da linha (como Federer faz no vídeo), certamente será uma meta desafiadora e que irá motivá-lo para os seus treinos.

Também vale destacar que com o paredão você pode treinar todos os tipos de golpes como: voleios, saques, forehand, backhand, slices, smash’s, golpes de fundo de quadra, etc.

O lado negativo desse tipo de treinamento é que você não estará replicando as condições ideais de uma partida. Por exemplo, após o seu golpe, a bola sempre voltará em sua direção em uma trajetória plana, excluindo dessa maneira o fator imprevisibilidade. Além disso, enfrentar um adversário real, propõe um ritmo mais cadenciado e exigirá mais do seu jogo tático e mental em relação a tentar prever os passos ou tentar neutralizar as estratégias do seu oponente.

Pratique seu saque


Uma gama considerável de jogadores recreativos costuma subestimar o treinamento dos saques e poucos de fato o fazem. Mas saiba que esse fundamento é essencial, um dos mais importantes e que decidem jogos nos momentos mais tensos e difíceis. Nós sabemos, treinar seu saque sozinho não é uma das atividades mais entusiasmantes e divertidas, mas fará um efeito gigantesco em seu jogo.

Para a prática sozinho, você só vai precisar de um cesto de bolinhas e sua raquete. Tente fazer séries de 50 ou 100 saques e use alvos marcados como garrafas ou os tubos de suas bolas tentando acerta-los de maneiras e momentos diferentes. Uma boa dica é ao invés de tentar esvaziar a cesta o mais rápido possível, que você vá sacando como se estivesse em uma partida oficial. Tome seu tempo, treine sua respiração e tente emular situações de uma partida real, precisando acertar em algum ponto específico da quadra.

Outra atividade interessante é treinar o seu “ball toss“, que nada mais é do que o movimento de jogar a bola ao ar e para cima momentos antes de sacar. Quando masterizado com consistência, esse movimento te garante ótimos saques.

Uma forma de treinar esse aspecto pode ser feita com um balde, cesto de bolinhas ou até mesmo um círculo ou quadrado desenhado no chão. Basta assumir a posição de saque como de costume e jogar a bola ao alto. Só que ao invés de golpear a bola, você deixa ela cair dentro desse alvo. Tente acertar o máximo de vezes possível.

Em nossa loja da Casa do Tenista vocês podem encontrar alguns acessórios que podem ajudar nesses treinamentos. Como o cesto de bolas Gamma, extremamente leve, fácil de transportar e ideal para otimizar seu tempo durante as sessões. Também temos cones de agilidade que podem ser utilizados como alguns desses alvos.

Treine os movimentos com os pés (Footwork)

Se você está acostumado a assistir as partidas dos principais circuitos pela televisão, já deve ter ouvido algum narrador ou comentarista elogiando o “footwork” de algum atleta de topo como Federer ou Nadal. O Footwork ou “trabalho/jogo de pés” é a habilidade de movimentação de um atleta com seus pés e como isso afeta em seu desempenho.

O footwork é outro fundamento básico e que muitos tenistas amadores se esquecem ou não se preocupam em treinar. Essa é outra área do seu jogo que você consegue praticar sozinho e em praticamente qualquer lugar, sejam em uma quadra, uma academia, um parque ou no seu quintal.

Você pode alternar entre sprints, pular corda e exercícios sem bola como exemplificado no vídeo abaixo:

Treine seus fundamentos

A grande maioria dos atletas profissionais do mais alto nível são elogiados por sua capacidade exemplar e correta nos fundamentos mais básicos do tênis. É claro que cada um possui o seu estilo, mas os jogadores de topo conseguem alcançar excelentes resultados mesmo com técnicas e maneiras diferentes entre si.

Uma técnica bastante difundida pelos tenistas é praticar os movimentos dos golpes sem utilizar de fato a raquete. Nessa situação, a ideia é você sentir a sensação correta ao balançar o braço como se estivesse para golpear a bola. Existem alguns tutoriais no YouTube com dicas para você treinar alguns desses movimentos, por exemplo.

No entanto, se você pode fazer um investimento nesse quesito, a nossa recomendação é o Rebatedor Emit. Ele é um equipamento de treinamento que auxilia no desenvolvimento e no aprimoramento dos movimentos fundamentais do tênis. Com ele, você vai treinar sua movimentação, coordenação motora e condicionar o seu corpo a fazer os movimentos corretos, controlando a bola e a velocidade necessária para os seus golpes.

Pode ser utilizado por qualquer idade e nível de experiência, abrangendo crianças, adultos, tenistas iniciantes e avançados. Uma das belezas do Rebatedor Emit, é que por ser compacto, você pode usá-lo em qualquer lugar contanto que haja espaço suficiente para balançar uma raquete. Você pode usá-lo dentro de casa, em um apartamento, em um campo, em uma quadra, etc.

Em nosso site da Casa do Tenista, vocês podem encontrar o Rebatedor Emit nas cores Azul e Preto. Confira o vídeo abaixo:

Exercícios físicos

Outro atributo extremamente importante para os jogadores de tênis. Treine o seu preparo físico, pois se você quer competir, o seu corpo é o seu instrumento e precisa estar preparado para o que está por vir. E se você não se exercitar de forma a aprimorar seus músculos e sua resistência, quando as partidas exigirem fisicamente mais do que o seu corpo pode aguentar, será tarde demais para se arrepender.

Nesse quesito, recomendamos que leia nossos artigos Como jogar tênis igualmente a prática nos treinos e Como treinar como um campeão onde abordamos alguns desses pontos. Sem entrar muito em detalhes, nesses textos sugerimos algumas atividades e exercícios que podem auxilia-lo.

Conclusão:

Esperamos que com este artigo, tenhamos elucidado algumas ideias e alternativas para que você possa treinar ou praticar tênis sozinho e sem precisar da presença de um parceiro. Mas lembre-se, sempre é melhor jogar em companhia. Então tente socializar com outros jogadores, procure grupos de tenistas nas redes sociais ou clubes que sejam bem frequentados.

Por fim, temos certeza que praticando alguns desses exercícios semanalmente, você irá aprimorar sua consistência, preparo físico, intensidade, desempenho e seus fundamentos básicos. Mas contem para gente, o que acharam das nossas dicas? Quais vocês usam? Ficou faltando alguma? Escreva nos comentários ou em nossas redes sociais!

Até a próxima pessoal!

You might also like
Tags: , , , , , , , , , , , , , ,

More Similar Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu
× Como posso te ajudar?